Pesquise (Blog, Web)

Meus livros

Meus livros
Clique na capa, se desejar adquirir

15/11/2014

Resenha: Poesia para crianças - Leo Cunha

Publicada no site ARTISTAS GAÚCHOS
http://www.artistasgauchos.com.br/
Poesia para crianças
Por Jussára C Godinho¹

“Poesia para crianças – conceitos, tendência e práticas”, organizado por LEO CUNHA e publicado pela Editora POSITIVO, é um livro que faz parte do acervo do Programa Nacional Biblioteca da Escola – PNBE do Professor 2013.
O livro reúne, em suas 149 páginas, várias obras de apoio pedagógico, as quais possibilitam ao leitor um “passeio” pelos caminhos do lúdico, do lírico, do carnavalesco que abrigam a Poesia Infantil.  Caminhos, esses, que nos fazem crer piamente que a Poesia deve se fazer presente no cotidiano das salas de aula, dos currículos escolares e da vida das crianças e adolescentes, ela, milagrosamente, abre as portas da sensibilidade e da curiosidade, imbuídas na alma humana.
“O que é a Poesia Infantil, qual o seu lugar na Literatura Infantojuvenil, quais seus elementos constitutivos, seus impasses e seus progressos? As respostas a essas questões são apresentadas pelos cinco renomados autores que compõem os capítulos deste livro: Angela Leite de Souza e “Alguns dedos de prosa sobre poesia”; Carlos Augusto Novais e “elementos de composição poética: noções básicas”; Leo cunha e “O livro de poesia infantil: desafios e tendências”; Gláucia de Souza e “Procurando o poema na sala de aula;  Maria Antonieta Antunes Cunha e “Mergulhando nos textos poéticos” e “Seleção de títulos: como construir acervos e outras orientações”.
Em “Alguns dedos de poesia”, Ângela aborda questões sobre pedagogia e poema, poesia e poema, criança e poesia, poesia para criança.
Carlos conceitua elementos de construção poética: verso, métrica, ritmo, rima, estrofe; jogos sonoros, tais como aliteração, assonância, trocadilho, trava-língua, onomatopeia, paronomásia.  As formas poéticas, dentre as quais o acalanto, a trova, o haikai são lembradas, bem como as figuras de linguagem.
Leo por sua vez, em “O livro de poema infantil: desafios e tendências” fala diretamente aos professores e aponta alguns dilemas enfrentados pelo livro de poesia infantil.  Compara a poesia infantil a um cubo mágico - metáfora criada por ele e usada nas mesas redondas sobre o assunto – para mostrar que a poesia é múltipla, tem vários lados: o lírico, lúdico, ritmo, jogo de palavras e sentidos, a musicalidade, sonoridade, plasticidade das letras, o aspecto visual do poema.
Atividades que envolvem percepção, discussão e criação são explicitadas por Gláucia de Souza em “Procurando pelo poema na sala de aula”.
Maria Antonieta Antunes Cunha em “Mergulhando nos textos poéticos” propõe um estudo de poemas ao professor, no qual são envolvidas leituras para a intuição, análise e fruição em voz alta. E a autora finaliza o livro com uma “Seleção de títulos: como construir acervos e outras orientações”.
“Poesia para crianças”, organizado pelo mineiro premiadíssimo Escritor-Poeta-Professor-Mestre-Doutor Leo Cunha², é um livro que, mesmo sendo dirigido aos professores e educadores, pode e deve ser lido por qualquer leitor, pois apresenta um tema sério e relevante - com respaldo teórico, manifestado em ampla e atualizada bibliografia - numa linguagem leve e acessível a qualquer pessoa interessada sobre o assunto.
Recomendadíssimo!


1.Licenciada em Letras Português e Espanhol-Especialista em Leitura e Produção Textual-Funcionária Pública-Professora.

2. Graduado em Jornalismo-Especialista em Literatura Infantil- Mestre em Ciência da Informação-Doutor em Artes e Cinema-Professor Universitário-Escritor (50 livros)-Poeta-Tradutor. Prêmios: João de Barro, Jabuti, Nestlé, FNLIJ.

23/06/2014

Alma lavada

Alma lavada

Calco meus pés
no regaço
do regato.

E o colorido quente
do colo 
da Natureza

aquece
o gelo
que cobre 
o calor
do meu coração.

Descongela
e...  
Derretido 
percorre meu ser
e... 
Sem rumo e sem medida
Escorre pelos olhos.


                                                                                   Jussára C Godinho

11/05/2014

Mãe, até um dia!

Minha Mãe!

Maria de Lourdes, nome de Santa!

Tu me trouxeste ao mundo e me ensinaste tantos valores!

Hoje, depois de muitos anos sem ti, ainda lembro de tudo o que me falavas, por mais insignificante que pudesse parecer naquele momento,  e  que  me fizeram uma pessoa íntegra. É impossível elencar aqui tudo o que lembro de ti, Mãe, porque isso levaria uma vida. 

A eternidade nos separa, mas eu queria ter a certeza de que tu sabes, Mãe, que, hoje, eu entendo todas as tuas aflições, as tuas dores, as tuas carências...

Quero que tu saibas, Mãe, que eu sou e serei eternamente grata por ser tua filha!

Um dia, nos encontraremos e, quem sabe, não nos falaremos tudo o que não foi possível dizer aqui – como tu dizias, Mãe – “neste vale de lágrimas”!

Tua filha “Jussarinha”.

10/10/2013

2013 - classificação no VII CLIPP

Classificada para a Antologia do VII CLIPP com o poema "Canção para nosso(s) Dias" e com a crônica "A cor da moda".



http://www.culturapp.com.br/VII%20-%20CLIPP%20-%20Selecionados%20-%202013.pdf

Leia   "A cor da moda" em "MINHAS PÁGINAS (CRÔNICAS)

25/08/2013

Palavras da escritora Simone Pedersen

Acabo de ler o livro "Verde queremos ver-te" de  Jussára C Godinho. Com poética em trovas, enaltece o meio-ambiente e a urgência em preservar o que ainda resta e o "Meu universo a poesia", o qual tive a honra de prefaciar, exibem uma poeta madura de versos que pendem de seus olhares e esgares, plenos e doces. 
Na soleira da janela
Minhas violetas viviam
uma morada tão bela
Nem os reis conseguiriam
(Verde queremos verte)

Meu peito geme de dor
Até o sono me abandonou
e a noite é tão longa
os segundos berram "acabou"

Teu desejo não me pertence
Teu olhar tem outra direção
E esta dor bandida
Dilacera meu coração
(Meu universo a Poesia)


EDITORA PENALUX:

http://www.editorapenalux.com.br/loja/product_info.php?products_id=114

21/07/2013

2013 - Conc. Lit. São João da Boa Vista

 
Poesia: 40 a 59 anos:
1º Lugar: 
“A Elegia Perdida” – Total: 24,85
Nome: João Lisboa Cotta
Pseudônimo: Paulo Mollyer
Idade: 53 anos
Cidade: Ponte Nova – MG
****************************************************

2º Lugar:
“Canção Para Nosso(s) Dias” – Total: 24,72
Nome: Jussára C Godinho
Idade: 55 anos
Pseudônimo: Flor de Maio
Cidade: Caxias do Sul – RS
***************************************************
3º Lugar: 
“Amor Diferente” – Total: 22,74
Nome: Eliana Ruiz Jimenez 
Pseudônimo: Catleia Inamorata
Idade: 52 anos
Cidade: Balneário Camboriú - SC

RESULTADO COMPLETO:

http://www.alsjbv.com.br/pdf_destaquehome/resultado_concurso_literario_2013_divulgacao.pdf

07/07/2013

2013 - Verde queremos ver-te

EDITORA PENALUX 


Para crianças, adolescentes, jovens e adultos que amam a Natureza e se preocupam com a Vida no Planeta Terra!
 Poemas e Trovas Literárias que exaltam a beleza da Natureza e que chamam a atenção para a importância de sua preservação!
Poesia
Autora: Jussára C Godinho
Editora: Penalux - 2013 - Edição: França & Gorj
Capa: Ricardo A. O. Paixão - 72 páginas
ISBN: 978-85-66266-40-5
Orelha do livro:  Frei Jaime Bettega
Prefácio: Vereador Rodrigo Beltrão
Capa: palavras da redatora de Mundo Jovem PUCRS

Curta a página!

Livro  disponível no site da PENALUX

ou diretamente com a autora pelo e-mail

 Lançamento

04/05/2013

2013 - Concurso Autores S/A

Classificada, entre os 48, para a segunda fase; entre os 20, para a 3ª fase; entre os 16 para a 4ª fase; entre os 12, para a 5ª fase; entre os 8, para a semifinal do Concurso de Minicontos Autores/SA (747 participantes)

Classificação: 7º lugar

1ª Fase: classificada ente os 48 para a segunda fase
http://autoressaconcursosliterarios.blogspot.com.br/2013/05/classificacao-da-1-fase-do-concurso-de.html#

2ª Fase: Classificada entre os 20 para a terceira fase
http://autoressaconcursosliterarios.blogspot.com.br/2013/05/segunda-fase-os-48-minicontos.html 

3ª Fase (4 grupos de 5 participantes)

01/05/2013

FELIZ DIA DE DESCANSO!

Dia 1º de maio!


O que é Trabalho?
Jussára C Godinho

            Segundo o dicionário, é a “aplicação da atividade física e intelectual, serviço, esforço, fadiga, ocupação”. Ah, como seria bom poder retirar, não só do dicionário, mas da prática do cotidiano, a “fadiga”, porque na sociedade humana, igualitária e justa que se busca, o trabalho deverá ser “estar ocupado(a), contribuindo com seu esforço e sua atividade física ou intelectual”, mas sem cansaço, sem o desalento de saber que o retorno financeiro é desanimador,  que o tempo despendido vai além do suportável, e a falta de respeito com o(a) trabalhador(a) é desesperadora.
            O trabalho de cada um de nós está diretamente ligado à evolução, ao desenvolvimento da sociedade. O progresso depende de nós, trabalhadores e trabalhadoras de todas as áreas, em todos os âmbitos.
             Diante disso, Dia de Trabalho são todos os dias de nossa vida, pois sem ele não há como viver dignamente, como ser participante e atuante no mundo em que se vive. O trabalho é fundamental em todos os aspectos da vida. Faz com que o indivíduo seja parte do processo de crescimento da sociedade em que está inserido, assim como propicia o crescimento pessoal, tornando a pessoa plena em sua condição humana.
             O trabalho é a libertação do homem e da mulher. É a conquista da autonomia, da independência, da identidade, constituindo-se, assim, parte importantíssima da vida.
             Dessa forma, é necessário que ele seja o alicerce, a base de uma vida com qualidade. É preciso, sim, darmos nosso esforço, sermos responsáveis, mas em contrapartida, temos de sentir prazer no que fazemos. O fazer tem de nos trazer harmonia, alegria, tranquilidade, condições de satisfazermos nossas necessidades básicas de ser humano, para que sejam possíveis a realização individual e, consequentemente, a coletiva.
            “O trabalho dignifica o Homem”, diziam nossas avós. Será que tinham razão? Acredito que sim, mas com uma ressalva: o trabalho dignificará o Homem, se ele próprio for digno e isso somente será viável, se  houver respeito a todos os direitos dos trabalhadores, os já conquistados e os muitos que ainda precisam ser pensados, discutidos, almejados e incorporados ao dia a dia.
            Deixo aqui minha homenagem a todos os trabalhadores e a todas as trabalhadoras, lembrando que unidos podemos (e/ou devemos?) lutar por nossos direitos e, um dia, quem sabe, em alto e bom tom, poderemos dizer, a uma só voz: Felizes são todos os Dias dos(as) Trabalhadores (as)! Felizes somos nós por sermos parte de um grupo que conhece direitos e deveres e que luta por dias melhores para todos! 

18/03/2013

MEu UNIVeRSO a Poesia

 MEu UNIVeRSO a Poesia é o resultado da primeira colocação no Concurso Literário "Herculano Vieira" Antologia de Poesia Litteratus 2012, patrocinado pela Celeiros de Escritores - SP.

         O livro reúne, em 112 páginas, poemas, crônicas, conto e miniconto, trovas literárias escritos em diferentes épocas, desde a adolescência. 
         
         É o meu segundo livro, um projeto "na gaveta" desde 2006.

03/02/2013

2013 - VII CONCURSO POESIARTE

2013 - Poema classificado em  9º  lugar  no VII Concurso POESIARTE.


104 participantes


POEMA CLASSIFICADO:   Viceje!



COMENTÁRIOS:

http://concursopoesiarte.blogspot.com.br/2013/01/comentarios-ao-vii-concurso-poesiarte.html

RESULTADO:

http://concursopoesiarte.blogspot.com.br/2013/01/resultado-do-vii-concurso-poesiarte-2013.html


                             

 2013 - Concurso de Cuento Corto y Poesía Bilingüe de CHADAYL, “Prof. Antonio M. Apa Lucas”, Montevídeo/Uruguay - XXV Edición.  

MENCIÓN DE HONOR

Poema "Amizade"

27/11/2012

2012 - 8º CONCURSO ON LINE DE POESIA


8º Concurso On-line de Poesia (82 Poemas concorrentes)

1º.lugar
CARMO VASCONCELOS, Portugal, “Minha saudade”.
2º.lugar
EDSON LUIZ MAURICI, Camboriú, SC, “Porto da saudade”.
3º.lugar
DENIVALDO PIAIA,Campinas,SP, “Enquanto você não chega”.
Menção honrosa
Mario Tessari, Jaguaruna, SC, “A saudade”.
Manuela Barroso, Porto, Portugal
Prêmio especial
Manuel Gonzalez Alvarez, Madri, Espanha, “Seguiré cantando”.

Lista de todas as poesias que foram pré-selecionadas:

01. Denivaldo Piaia, SP, “Colo de mãe” e “Enquanto você não chega”.
02. Osmarina Maria de Souza,SC, “Mãos”.
03. Edson Luiz Maurici,SC, “Porto da saudade”.
04. André Luis Soares,ES, “Terapia de jardinagem”.
05. Manuela Barroso,Porto,Portugal, “Passeias no meu peito, saudade”.
06. Perpétua Amorim,SP, “Sombras”.
07. André T.Kondo, SP, Saudade líquida.
08. Aparecida G. Santos,SP, Era uma vez.
09. Edweine Loureiro,Saitama,Japão, “Foi...”
10. Susana Zilli de Mello,SC, “Saudade”.
11. Irismarqueks Alves Pereira,RN, “Saudade recortada”.
12. Carmo Vasconcelos,Odivelas,Portugal, “Minha saudade”.
13. Sueli Vasconcelos,SP, “Às vezes”.
14. Jussara Godinho,RS, “Saudades de meu pai”.
15. Mario Tessari,SC, “A saudade”.
16. Manuel Gonzalez Alvarez, Madri,Espanha, “Seguiré cantando”.
17. Geraldo Trombin,SP, “Papila gustativa do passado”.
18. Clarissa D.Melo,BA, “Saudade”.
19. Acelone Custódio,SC, “Saudade”.

21/10/2012

2012 - Concurso Big Time Editora - Poesias

Primeiro Concurso Big Time Editora - Poesias
Versos Soprados pelos Ventos de Outono 
Volume 2


Poema classificado: Acorda, inspiração!